Dicas para escolher o seu futuro lar! (Comprando o imóvel próprio.)

0 Comentários
A conquista do tão sonhado “lar, doce lar” exige muito planejamento e uma série de cuidados. Isso porque comprar um imóvel representa muito mais do que adquirir um patrimônio: é o seu sonho se tornando realidade!



Pensando nisso, preparei algumas dicas para ajudar quem está passando ou pretende passar por essa fase (em breve). Assim, também aproveito para compartilhar um pouco do que aprendi e estou aprendendo enquanto pesquisamos a nossa tão sonhada casa própria! ♥ Vamos conferir?

Definindo o tipo de imóvel

Novo ou usado? Pronto ou na planta? O primeiro passo para quem está pensando em comprar um imóvel é solucionar essas questões. Você precisa saber, por exemplo, se prefere casa ou apartamento. Tudo depende do seu perfil e de como você imagina o seu futuro lar.

Dica: nessa hora, a internet funciona como verdadeira aliada. Use-a a seu favor e busque referências a respeito de imobiliárias, construtoras, bairros, vantagens e desvantagens de cada opção. Nas minhas pesquisas encontrei esse site que anuncia apartamentos em lançamento. A proposta é interessante para conhecer as características de diferentes modalidades e, até mesmo, comparar preços de acordo com o tipo de imóvel, localização, etc.



De olho na localização

Aqui, que tal responder perguntas como: o local é perto do meu trabalho? Existem escolas, farmácias, supermercados e hospitais nas proximidades? Como é o trânsito na região? Como funciona o acesso à rede de transporte público? A região sofre com alagamentos ou problemas de saneamento? Como estão os índices de violência?

Além disso, certifique-se de que se trata de uma zona primordialmente residencial ou se haverá riscos de sofrer com estabelecimentos barulhentos e movimentados até tarde.

Dica: visitar o imóvel em diferentes horários, pedir recomendações aos futuros vizinhos e conversar pessoalmente com o zelador/síndico (se for o caso) são recomendações tradicionais. Para completar, a sugestão é verificar junto à prefeitura sobre a previsão de obras que possam alterar a rotina do local.

Avaliação dos diferenciais

Número de quartos, quantidade de banheiros, lavabo, suítes, vaga na garagem, pátio, quintal, mobília, elevador, portaria, sistema de segurança, playground, piscina, churrasqueira... ufa! São vários os aspectos a se considerar na hora de escolher um local para morar – ainda mais, quando se trata de adquirir uma propriedade.

Outro quesito são as condições físicas do imóvel. Durante as visitas, portanto, verifique possíveis problemas de construção, como rachaduras, infiltrações e mofo. Não esqueça ainda de observar detalhes como a pressão da água nas torneiras, a incidência de luz solar e a ventilação dos cômodos.

Dica: liste suas prioridades e calcule tudo na “ponta do lápis”. Quanto maior o número de diferenciais, maior pode ser o valor do imóvel. Reflita sobre suas reais necessidades e abra mão do que for considerado dispensável. Para não errar, tire fotos e faça anotações de tudo que julgar relevante.




O sonho da casa própria x a sua realidade financeira

E por falar em cálculos, é chegada a hora de encarar o dilema: seu sonho se adequa à sua realidade financeira? Afinal, quanto dinheiro você está disposto a investir? Definir um valor mínimo/máximo pode ser a alternativa ideal para direcionar sua pesquisa para o caminho certo, sem falsas expectativas.

Dica: muitos bancos oferecem simuladores imobiliários capazes de facilitar seu planejamento financeiro. Basta informar sua renda e o preço do imóvel em questão para ter acesso a informações como os valores necessários para entrada e prestações.

Pense no futuro!

O planejamento familiar pode ser o segredo para uma decisão acertada. Durante a pesquisa, considere planos a longo prazo. Por exemplo, caso pretenda casar ou ter filhos, leve isso em consideração na hora de definir o número de quartos, espaço disponível e, até mesmo, a disponibilidade de tempo e dinheiro para reformas.

Dica: em alguns casos é necessário considerar também algumas taxas condominiais e despesas que podem surgir após a aquisição do imóvel – a fim manter o equilíbrio de seu orçamento.




Documentação: um mal necessário

Essa é uma das etapas mais importantes da compra, pois qualquer descuido pode resultar em prejuízos e dores de cabeça futuras. Aqui, uma série de documentos devem ser avaliados, sendo fundamental compreender do que se trata cada etapa do processo.

Você pode começar verificando a escritura do bem junto ao Cartório de Registro de Imóveis correspondente e analisando demais certidões a respeito da existência de penhora ou ações judiciais dos proprietários. Já caso o imóvel ainda esteja em construção, solicite informações a respeito da construtora nos cartórios, no Procon e, até mesmo, com clientes já atendidos pela empresa.

Outro cuidado é consultar atrasos correspondentes ao pagamento de taxas como IPTU, água, energia, esgoto, entre outras.

Dica: algumas pessoas preferem deixar essa tarefa a cargo de um corretor imobiliário ou advogado especializado. A recomendação básica, nesse caso, é analisar toda a documentação envolvida e ler o contrato com extrema atenção – antes da assinatura. 

Transformando o imóvel em um lar

Encontrar o chamado “imóvel ideal”, definitivamente, não é tarefa fácil. Mas graças a essas dicas, a escolha tem tudo para ser muito mais tranquila e segura.


E você? Já comprou ou pretende comprar a sua casa ou apartamento? Quais foram os seus cuidados especiais? Compartilhe com a gente!







Se inspire ainda mais

Nenhum comentário: